29 de março de 2017

Resenha: A Garota no Gelo - Robert Bryndza

Livro: A Garota no Gelo
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 334                                                      Compre: Amazon Saraiva | Submarino

Sinopse: Quando um jovem rapaz encontra o corpo de uma mulher debaixo de uma grossa placa de gelo em um parque ao sul de Londres, a detetive Erika Foster é chamada para liderar a investigação de assassinato. 
A vítima, uma jovem e bela socialite, parecia ter a vida perfeita. Mas quando Erika começa a cavar mais fundo, vai ligando os pontos entre esse crime e a morte de três prostitutas, todas encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, em águas geladas nos arredores de Londres.
Que segredos obscuros a garota no gelo esconde? 



Seus olhos estão arregalados... 
Seus lábios estão entreabertos...
Seu corpo está congelado...
Mas ela não é a única.

Os livros de suspense já vem com a promessa de prender você e deixá-lo sem fôlego, alguns conseguem cumprir com este objetivo e outros não. A Garota no Gelo é um livro que consegue fazer ainda mais, ele deixa você sem fôlego, com o coração na mão e o sangue congelado. O início do livro já começa com um prólogo bem intrigante, que te deixa com os nervos à flor da pele. 

A escrita de Robert é eletrizante e deixa o leitor completamente compenetrado na narrativa, fazendo-o imaginar que está vivendo todas aquelas situações e sentindo todas as emoções de seus personagens. Não conseguia largar o livro e quando acabou fiquei louca pelo próximo livro e pelo que ele poderia trazer de novo para a história. 

Andrea é uma personagem bem misteriosa e cheia de segredos, a cada página vamos descobrindo os segredos de Andrea juntamente com a detetive Erika e ficando cada vez mais vidrados nesta história. Erika é outra personagem super bem construída, ela tem tanta coisa "normal" que podemos até um dia encontrar uma detetive Erika por ai. 


"- Venha me pegar se for capaz - murmurou ela. Respirando fundo, fingiu que ia atravessar a rua correndo, mas prendeu o pé em uma das grossas raízes salientes na calçada, sentindo muita dor ao torcer o tornozelo. Andrea perdeu o equilíbrio, a bolsa clutch e o telefone saíram deslizando, quando ela bateu o quadril na quina da calçada e a cabeça no asfalto, emitindo um baque surdo. Atordoada, Andrea ficou caída exposta à claridade dos faróis do carro."

O único ponto que eu não curti muito no livro, foi ele está sendo narrado em 3º pessoa. Acredito que não teria como o livro funcionar se fosse de outra maneira, mas este tipo de narrativa sempre me deixa meio com o pé atrás - pois já houve tantos livros que me arrependi. A Garota no Gelo não foi um desses livros e estou louca pelo segundo! <3

O final do livro é surpreendente e bastante agradável. Amei cada página da história. 

Sobre as comparações que estão sendo feitas com Garota Exemplar e A Garota no Trem, simplesmente esqueçam. Neste dois livros as protagonistas sofrem de algum problema perturbador, são thriller psicológico. Já em A Garota no Gelo não temos essa pegada de thriller psicológico e nenhum problema com as protagonistas. Este livro é um romance policial, com bastante suspense super bem construído. 
Para quem gosta de romance policial este livro é perfeito!


O segundo volume da série, já está disponível em pré - venda no site da Amazon e promete trazer um desafio novo e aterrorizante para a detetive Erika. 

"A sombra saiu da escuridão e subiu as escadas silenciosamente. Para observar. Para aguardar. Para colocar em prática o que há tanto tempo planejava."








Obrigada à Editora Gutenberg e a Aliança de Blogueiros pelo livro.

1 comentário:

Paula Ramos disse...

De onde que surgiram tantas Garotas ultimamente gente? Tudo é garota algo hahaaha